Campo de Concentração Sachsenhausen

Campo de Concentração Sachsenhausen

Campo de Concentração de Sachsenhausen foi um dos mais importantes da Alemanha nazista e é uma visita imprescindível se você viaja a Berlim. Conheça sua história e como visitá-lo.

O Campo de Concentração de Sachsenhausen foi construído em 1936 por prisioneiros de outros campos de concentração. O local, planejado para ser o campo de concentração “típico e ideal”, buscava refletir a imagem do mundo do nacional-socialismo e submeter os prisioneiros ao poder das SS. 

Um pouco de história

Entre 1936 e 1945, mais de 200.000 presos “viveram” nesse campo de concentração. Os primeiros prisioneiros eram adversários políticos do regime nacional-socialista, mas, mais tarde, começaram a ser levados alguns grupos que os nazistas consideravam inferiores tanto racial quanto biologicamente.

Foram milhares os que faleceram devido às doenças, aos trabalhos forçados e à fome, e outros tantos foram vítimas das técnicas de extermínio massivo empregadas pelas SS.

Entre 22 e 23 de abril de 1945, quando o pesadelo chegou ao fim, os soldados libertaram mais de 3.000 doentes e médicos que ainda estavam no campo.

De campo de concentração a campo especial

Em agosto de 1945, o Campo de Concentração Sachsenhausen se tornou um campo especial soviético. Três meses depois do fim da guerra, quando a Europa se viu livre das garras do nazismo, o serviço secreto soviético trasladou seu Campo Especial nº7 a Sachsenhausen.

No campo eram mantidos os funcionários de baixo nível do regime nazista, alguns perseguidos políticos e uma grande quantidade de pessoas que foram detidas arbitrariamente.

O campo especial se tornou o maior da zona de ocupação soviética até ser desmontado em 1950.

Durante os cinco anos em que o campo esteve em funcionamento, passaram por suas instalações cerca de 60.000 prisioneiros, dos quais mais de 12.000 não saíram com vida.

Depois dos duros acontecimentos ocorridos no campo ao longo dos anos, em 1961 teve início seu funcionamento como lugar de homenagem.

Visitando Sachsenhausen

Durante a visita ao campo de concentração, se percorrem os lugares que tiveram maior relevância durante os anos em que esteve em operação. À medida que o visitante entra nas instalações, pode sentir um calafrio ao imaginar as impensáveis tragédias que aconteceram nesse amplo recinto.

Alguns dos lugares mais relevantes na hora da visita são os seguintes: 

  • Barracão 38: Instalado na zona conhecida como “Campo Pequeno”, onde as SS amontoaram todos os prisioneiros judeus, o barracão 38 é um museu que pretende mostrar a vida dos prisioneiros judeus durante sua estadia no campo. Ainda se pode sentir o cheiro de queimado no barracão devido ao incêndio provocado por alguns antissemitas em 1992. 
  • Edifício das celas de castigo: Trata-se do edifício que serviu como prisão do Campo e da Gestapo. Ali, além de encerrar os prisioneiros mais importantes, se torturava e assassinava sem piedade.
  • Barracões destinados à enfermaria: Não é nenhum segredo que nos campos eram realizados milhares de crimes médicos, incluindo esterilizações forçadas, assassinatos de doentes ou perigosos experimentos médicos

Uma experiência emotiva

O Campo de Concentração Sachsenhausen não deixa nenhum de seus visitantes indiferente. Durante o percurso pelos barracões onde os internos se amontoavam, você entrará na dura história do local, visitando a enfermaria, onde muitos faleceram devido às cruéis experiências, ou no pátio onde eram obrigados a formar longas filas enquanto alguns desmaiavam devido ao esgotamento, ao frio ou ao calor.

Visitas guiadas

Se você quer conhecer de maneira mais aprofundada a história do Campo de Concentração Sachsenhausen, você deve fazer uma visita guiada. O espaço foi quase destruído e a maior parte do recinto está vazio. Sem um guia, você não saberá o que aconteceu em cada lugar e não aproveitará todo o potencial histórico que esse lugar tem a oferecer. Você pode fazer a reserva neste link:

 

Horário

De 15 de março a 14 de outubro, todos os dias, das 8:30 às 18:00 horas.
De 15 de outubro a 14 de março, todos os dias, das 8:30 às 16:30 horas.
O museu fecha às segundas durante o inverno.

Preço

Entrada gratuita.
Áudio guia: 3€.


Campo de Concentração de Sachsenhausen €17.2

Transporte

Trem: Oranienburg, linhas RE5, RB12 e S1.
Da estação até o campo, você pode caminhar 20 minutos ou pegar o ônibus 804.

Lugares próximos

Aeroporto de Berlim-Tegel (22.9 km)
Berliner Unterwelten (25.4 km)
Hamburger Bahnhof (27.2 km)
Palácio Charlottenburg (27.3 km)
Museu Berggruen (27.5 km)